» Erradicar o trabalho infantojuvenil é um trabalho de todos - Programa Agrinho
Categorias:   Sem categoria

Erradicar o trabalho infantojuvenil é um trabalho de todos

O trabalho infantojuvenil é algo histórico, presente até os dias de hoje em nossa sociedade. Sua diminuição efetiva só ocorreu nos últimos 20 anos, sendo que sua erradicação só se tornou prioridade a partir dos anos 90. Foi a partir desta década que muitos setores se mobilizaram em prol desta causa. Merecem destaque a atuação […]

Em 23/02/2015 às 11h33 por Douglas Medeiros:

shutterstock_227139094

O trabalho infantojuvenil é algo histórico, presente até os dias de hoje em nossa sociedade. Sua diminuição efetiva só ocorreu nos últimos 20 anos, sendo que sua erradicação só se tornou prioridade a partir dos anos 90.

Foi a partir desta década que muitos setores se mobilizaram em prol desta causa. Merecem destaque a atuação da OIT e UNICEF, a aprovação do Estatuto da Criança e do Adolescente e a implantação de uma rede de conselhos de defesa dos direitos desses segmentos. Porém, mesmo com as políticas de proteção à infância e à adolescência, ainda existem situações de exploração da força de trabalho, tanto na área urbana quanto rural.

Lugar de criança é na escola.

Lugar de criança é na escola.

Os trabalhos mais comuns em zona rural estão nas lavouras de cana, algodão e fumo, como também em madeireiras, garimpos, carvoarias, salinas, pedreiras, cerâmicas, entre outros. Já na área urbana, crianças e adolescentes trabalham em lixões, como catadores de papel, no comércio de rua, na distribuição de jornais e revistas, engraxates e, ainda, em atividades ilícitas, como o tráfico de drogas e exploração sexual.

Todas estas atividades provocam inúmeras sequelas. Estudos comprovam que o trabalho precoce prejudica a saúde e o rendimento escolar, bem como ocasiona problemas físicos e traumas psicológicos pela baixa autoestima e necessidade de adquirir maturidade antes do tempo.

Lutar contra o trabalho infantojuvenil é garantir a felicidade das crianças.

Lutar contra o trabalho infantojuvenil é garantir a felicidade das crianças.

Mesmo com os esforços dispensados para combater o trabalho infantojuvenil, ainda falta muito para erradicar este grave problema social. O caminho a ser percorrido é longo e continua merecendo maior visibilidade não somente por parte da sociedade civil, mas também do Estado.




Deixe uma resposta





Notícias relacionadas:


Todos os direitos reservados © 2013 - 2021
Desenvolvido por Agência WebFD